corredor cultural - forproex sudeste

Paulo Nunes

Sem materias relacionadas

    O ensino superior no Brasil historicamente tem como objetivo prioritário a formação de recursos humanos para o mercado de trabalho. A profissionalização dos jovens assumida por essas instituições era – e ainda é – muito focada nas atividades em sala de aula, mesmo nos cursos de formação em arte. A formação cidadã, quando realizada, acontece em segundo plano, presente apenas em disciplinas eletivas, ou mesmo na ação isolada de alguns professores ou cursos.

 

   Nos últimos anos, as Instituições de Ensino Superior (IES) públicas vem trabalhando no sentido de modificar essa visão, especialmente por meio da extensão universitária, preconizando a troca constante entre universidade e sociedade, de forma dialógica e permitindo o enriquecimento mútuo. A arte e a cultura têm sido elementos protagonistas desse diálogo, numa retroalimentação permanente.

 

   Essa tem sido uma das principais metas da temática Cultura do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Instituições de Ensino Superior Públicas (Forproex), que tem promovido uma série de discussões e de ações voltadas à arte e à cultura e está atualmente sob a coordenação da pró-reitora de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis da UFU (Universidade Federal de Uberlândia), Dalva Maria Silva.

 

   Ampliando esse horizonte e buscando atender às três dimensões da cultura – simbólica, cidadã e econômica – previstas no Plano Nacional de Cultura, o Forproex – Regional Sudeste dá um passo adiante e busca implementar um programa que permita a realização da área, não apenas com a comunidade acadêmica local e de seu entorno, mas também promovendo um intercâmbio entre a produção das IES envolvidas, dando a conhecer a riqueza da diversidade da produção cultural de cada uma em todas elas.

 

   O Projeto Corredor Cultural, capitaneado pelo Fórum de Pró-Reitores de Extensão – Regional Sudeste engloba uma série de eventos para circulação dos diversos fazeres artístico-culturais produzidos nas 37 IES públicas, distribuídas em cerca de setenta diferentes cidades nos quatro estados: Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Com um calendário anual de realização, as ações culturais são pensadas inicialmente a partir de quatro diferentes eixos: Eixo 1 – Mostras e Exposições; Eixo 2 – Cursos e oficinas; Eixo 3 – Música e Eixo 4 – Artes da Cena. Com formato anual, o projeto já tem prevista uma Fase Piloto para ocorrer durante o segundo semestre de 2015.

 

  Na terça-feira (30/06/15) representantes do projeto reuniram-se com o Ministro Juca Ferreira e seus secretários de governo: Guilherme Varella, da Secretaria de Políticas Culturais (SPC) e Juana Nunes, da Secretaria de Educação e Formação Artística e Cultural (Sefac). O Corredor Cultural foi recebido com entusiasmo pela equipe do MinC, e aventou-se possibilidade de financiamento da ordem de 1 milhão de reais para o primeiro ano do projeto.

 

   Com o objetivo principal de ampliar a oferta de programação cultural das universidades; o fomento e o intercâmbio artístico de produtos culturais de estudantes e grupos universitários; o projeto promete render bons frutos para os próximos anos. Confira, a seguir, a equipe completa envolvida no trabalho.

 

Direção Geral

Paulo Nunes, docente da Universidade Federal de Itajubá e pesquisador na área de lazer, arte e cultura.

 

Direção de Produção Executiva

Ivanei Salgado, produtor cultural da Universidade Federal de Alfenas.

 

Direção Artística

Jaya Batista, produtor cultural, graduando em ciências sociais e mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas.

 

Comunicação

Programação Visual e Divulgação

Carmen Lúcia Rodrigues Arruda, Diretora da área de Ação Cultural da Coordenadoria de Desenvolvimento Cultural, Universidade Estadual de Campinas; e Margareth do Carmo Vieira Junqueira, Coordenadora da Coordenadoria de Desenvolvimento Cultural, Universidade Estadual de Campinas.

 

Gestão da Informação

Lucas Peixoto, programador, graduando em sistemas de informação – Universidade Federal de Itajubá; e Marcus Leite Lüders, Assessor na Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, Universidade Estadual de Campinas.

 

Coordenação Administrativo-Financeira

Telma Resende, Pró-Reitora Adjunta de Extensão – Universidade Federal de São João Del Rey

 

Coordenação de Articulação Interinstitucional

Felício Goussain Murad, Docente e Presidente de Fundação de Apoio – Universidade de Taubaté

 

Diretorias Estaduais

Espírito Santo

Rogério Borges, Secretário de Cultura - Universidade Federal do Espírito Santo

 

Rio de Janeiro

André Alexandre Guimarães Couto, Docente e Assessor de Extensão – Centro Federal de Educação Tecnológica – Rio de Janeiro

 

São Paulo

Felício Goussain Murad, Docente e Presidente da Fundação de Apoio – Universidade de Taubaté

 

Minas Gerais

Telma Resende, Pró-Reitora Adjunta de Extensão – Universidade Federal de São João Del Rey

 

Paulo Nunes paulonunes@unifei.edu.br

Professor Doutor Paulo Nunes é docente na Universidade Federal de Itajuba (UNIFEI) e compõe o grupo que trabalha o Corredor Cultural das Universidade Públicas do Sudeste Brasileiro que envolve os Estados do Espírito Santos, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

 

 

Seus textos são:

Corredor Cultural - FORPROEX Sudeste 5 de julho de 2015

TRANSPARÊNCIA

Para mobilizar, sempre partimos da ideia de respeitamos e valorizarmos cada pessoa e seu conhecimento. Defendemos o diálogo e a democracia em todas as situações pois TODOS tem muito à ensinar, uns aos outros. Por isso, atuamos de forma não leviana ou abstrata: cada pessoa é ÚNICA e tem seu direito de se expressar. Por isso, convidamos à todos que desejarem ter seus textos ou ideias publicadas em nosso BLOG, participem!

 

É dessa união que construiremos, sem dúvida alguma, uma sociedade melhor e mais HUMANA.

2010 ~ 2018 © ClaudioDiMauro.com.br   TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 

desenvolvido por